ESSE FATOR FAZ A DIFERENÇA
ALUGUEL - LOCAÇÃO - OUTSOURCING - IMPRESSORAS - COPIADORAS - MULTIFUNCIONAIS







ENTENDA A DURABILIDADE DOS CARTUCHOS

Entenda a Durabilidade do seu cartucho.

            Ao escolher um sistema de impressão, as empresas devem considerar a qualidade da impressão, a confiabilidade, a produtividade, a velocidade e a facilidade de uso.
                Outro aspecto é o rendimento do cartucho de toner. Para tomar as melhores decisões de compra, os clientes precisam ter acesso a informações confiáveis e completas. Simplificação na comparação do rendimento de páginas Idealmente, as comparações de rendimento de páginas dos cartuchos de toner se baseiam em informações semelhantes.
                Embora o rendimento do cartucho seja apenas um dos fatores a serem considerados na avaliação dos custos gerais de impressão, dados objetivos e precisos são essenciais para se avaliar com eficácia a opção mais alinhada às suas necessidades.
                Em junho de 2004, a International Organization for Standardization (ISO), uma entidade internacional que reúne vários institutos de normas nacionais, apresentou o ISO 19752, uma nova norma para determinar o rendimento de páginas dos cartuchos de toner das impressoras a laser monocromáticas. Essa norma reflete uma rigorosa metodologia de teste que inclui procedimentos explícitos e proporciona aos clientes as informações de que eles precisam para fazer uma comparação justa.
                Com um único padrão, a confusão causada por várias metodologias de teste será eliminada, fornecendo aos consumidores resultados idôneos e confiáveis. Nós apoiamos totalmente o ISO e outras normas voluntárias. Uma única e rigorosa norma para o rendimento dos cartuchos de toner resultou em benefícios significativos para os clientes e a indústria da impressão.

Por que foi necessário uma norma para o rendimento dos cartuchos de toner?

                A norma ISO para rendimento do cartucho de toner baseará resultados uniformes nos quais se pode confiar para avaliar o rendimento das impressoras a laser monocromáticas de forma objetiva, permitindo que você se concentre em aspectos mais importantes da decisão de compra.
                A norma apresenta procedimentos explícitos de teste, incluindo uma definição de como uma página de teste deve ser (percentual de cobertura), amostragem estatística e métodos, controles ambientais e condições que assinalam que um cartucho atingiu o fim de sua vida útil.

Página Padrão ISO

 Página Iso

E na prática, como isso tudo funciona???

                A primeira coisa a fazer é verificar o preenchimento de uma folha em sua área total levando em conta o uso de toner ou tinta utilizada nas impressões. O uso adequado de toner e qualidade do papel utilizado influenciam diretamente na qualidade deste processo de preenchimento de uma impressão.
                O fabricantes através da norma ISO/IEC 19752, estimam para a autonomia do cartucho 5% de cobertura, que é o correto para uma boa qualidade e dosagem adequada.
                Quando se usa em um texto, por exemplo, o recurso de negritar títulos ou trechos, essa porcentagem de cobertura facilmente sobe para 10%, tornando o parâmetro definido pelos fabricantes de  muitas vezes uma base sem uso e fundamento.
 
Abaixo uma boa ilustração da relação estimativa x consumo
comparativo

Trocando em miúdos

Levando-se em consideração um Cartucho de toner que o fabricante estima 1000 impressões com base na norma ISO/IEC 19752..
Para facilitar nossa conta, pegamos 1000 e multiplicamos por 5 e achamos o “valor cheio” do toner e o equivalente a 1%
 
No 1º exemplo a 5% o toner deverá durar 1000 impressões  (5000/5 =1000)
No 2º exemplo a 10% o toner deverá durar 500 impressões (5000/10=500)
No 3º exemplo a 20% o toner deverá durar 250 impressões (5000/20=250)
No 4º exemplo a 100% o toner deverá durar 50 impressões (5000/100=50)
 
Ou seja o consumo está relacionado diretamente ao tipo de material impresso e boa qualidade do equipamento, não tendo nada a ver com tempo de uso do cartucho instalado na impressora
 
Itens como: limpeza da máquina, calibração, rolos e cilindros em bom estado e toner correto para o modelo da impressora, definem a qualidade final dos trabalhos impressos e a sua autonomia.
 
É também a cobertura impressa de página que irá determinar a quantidade de folhas impressas antes de uma troca de toner, ou seja, o quanto cada cor primária de toner irá render e durar antes de uma troca de cartuchos, lembrando que a maioria das impressoras não funciona e não imprime na falta de qualquer uma das cores primárias.

Compartilhe esta página |


Rio de Janeiro, sexta-feira, 6 de dezembro de 2019
Admin